Loading...

Páginas

Eu, coruja...

Eu, coruja...
Observo o que ninguém vê.

domingo, 18 de abril de 2010

O Sorriso de Rosa Rabelo de Morais

Rosa Rabelo de Morais é minha inspiração de hoje.
Conheci Rosa há quatro anos, no chamado "mundo virtual" - uma comunidade no Orkut, de nome "Conte Comigo".
Como o nome sugere, trata-se de um grupo de pessoas que dedicam parte considerável de seu tempo e de sua vida procurando ajudar ao próximo.
Havia lá os mais presentes, que não negavam sua ajuda a nenhum anônimo que lá entrasse em busca de algum tipo de socorro. A esses eu chamava "beduínos". Entre eles estava Rosa, uma mulher linda que ama a vida, os filhos, netos, amigos e estranhos (as) que tantas vezes ajudou no meio da noite, através da rede social e do messenger.
Nunca perguntei como ela ganha a vida ou quantos anos tinha seu casamento, quando ela postou fotos de sua segunda lua-de-mel.
Pessoa em geral crédula, foi enganada algumas vezes em seu trabalho de beduína, mas não esmoreceu - sequer decepção ela pareceu sentir: riu muito da situação e de si mesma, quase como se não tivesse dores e dificuldades de qualquer ordem, como nós outros mortais.
A vida correu, os beduínos tiveram seus altos e baixos, seguiram caminhos que, aos poucos, os afastaram temporariamente do trabalho no grupo. Com alguns mantive contato constante, mas de Rosa, como de outros, tive cada vez menos notícias.
Mas como diz outra amiga da Conte Comigo - Márcia Kelly - a maior parte dos passgeiros do trem, mesmo parando em outros pontos da viagem, acabam sempre por chegar juntos à última estação. E lá estava eu, duas noites atrás, depois de dois anos, visitando o grupo no Orkut. Entrei no único tópico em que conhecia todos os postantes - e Rosa estava lá, com o mesmo jeito de falar, de se expressar, muito alegre, linda e cativante. Quem diria que, enquanto passava as noites - e muitos dias - se doando aos que estavam mais frágeis e desesperados, ela lutava contra um câncer de mama que a debilitava de todas as maneiras que se pode debilitar um ser humano.
Era entre sessões de quimioterapia que ela amparava outros considerados, por ela, mais frágeis. E sorria, postava fotos em que aparecia com os braços abertos, comemorava o casamento de uma filha, a chegada de um neto, planejava a próxima viagem e não houve um dia - salvo raras exceções - em que ela não esteve alí presente, à disposição de quem lhe chamasse ao que ela atendia prontamente.
Eu mesma não tinha conhecimento de tudo por que ela passava e vendo aquela mulher sempre de bem com a vida, eu podia jurar que ela com certeza, não sabia o significado da palavra PROBLEMA.
Ela mencionou conhecer meu blog e que até o visita, mas não sabia que é meu - e me disse ter também um, que visitei hoje à tarde. Chama-se "Flor do Dia" e imaginei ver por lá poesias, textos de ajuda e afins.
Mas o que vi - não pude ver tudo - foram pedaços do diário de uma mulher com câncer que lutava pensando que os outros eram mais importantes. As etapas, as batalhas são ali descritas com o fim de ajudar a outros que venham a sofrer o mesmo que ela. Fotos de como é feita uma reconstrução de mama, por ex, estão lá em várias versões. O blog é lindo, colorido como o de uma menina que ainda tem toda a vida pela frente. Há lá os vômitos, a falta de apetite, a perda de memória e tudo o mais que um paciente venha a sofrer, e há também as borboletas voando em torno de todo o seu relato.
Diante do retrato insólito de dor e esperança, medo e força, não sei dizer bem qual o presente maior que ela recebeu das mãos do Criador: a cura ou uma filha que esteve sempre a seu lado, alegre como ela, 24hrs por dia, 'numa relação de amor sem crises ou cansaço.
As duas venceram e Rosa Rabelo de Morais não contou sobre a doença às pessoas com quem falou: ela as segurou pela mão e trouxe bem junto, sorrindo como uma fortaleza perfumada, mostrando que a vida é um presente e deve ser intensa e maravilhosa - não importa quanto tempo ela dure.
Rosa, você está em minha galeria de mulheres inspiradoras. Obrigada.
Jordana Lima Duarte.


A quem quiser saber mais sobre minha amiga Rosa, acessem seu blog  "Flor do Dia", cujo link está em minha lista de blogs que sigo, ao pé da página.

Nenhum comentário:

Postar um comentário